Oportunidades

Todos os fins são começos

Por Marciele Brum, Reiki Master

Quando a ventania chega e desarruma a nossa casa, temos a oportunidade de abrir janelas e portas, de dar espaço para que coisas novas aconteçam. Às vezes, estamos tão apegados à situação presente, independentemente se é boa ou ruim, que não conseguimos enxergar novas possibilidades de aprendizado, satisfação e crescimento.

Precisamos olhar além das nossas limitações, tirar a cabeça para fora do casulo. Respirar fundo. Devemos assumir a responsabilidade pelo rumo da nossa vida. Tomar decisões, ter atitude.

É necessário experimentarmos um mundo novo, assim deixaremos ir o que não serve mais. É fundamental liberarmos essa energia estagnada para que a vida flua como as águas de um rio.

Se um ciclo se encerrou, é melhor encararmos esse fato como uma bênção, uma chance de começar algo totalmente novo, belo, pleno e desafiador. Que coisa mais maravilhosa podermos implodir nossa rotina e recomeçar tudo de novo do zero. Uma página em branco a ser preenchida com qualquer história que nos traga felicidade e plenitude.

Por que damos tanta importância à dor e ao sofrimento? Por que é mais fácil posarmos de vítima e segurarmos firme para que nada saia do lugar? Que venha a pancada e o soco no estômago. Sentiremos a forte porrada, mas podemos usar isso para impulsionar os próximos passos da caminhada. Sabemos que é difícil seguir adiante, mas devemos fazer o melhor possível para avançar. Um empurrão pode ajudar bastante.

É permitido chorarmos, vivermos esses sentimentos intensamente, mas devemos tentar nos libertar o mais rápido possível, de forma gentil dessas prisões emocionais. Temos de evitar ficar presos em quadrantes de consciência que amarram a gente e impedem a nossa evolução.

Podemos observar a correnteza, o tumulto e, na medida do possível, deixar passar tudo sem qualquer julgamento ou crítica. Lembraremos que tudo está bem do jeito que está. E que as coisas sempre acabam se acomodando. Vamos identificar qual a lição trazida pelo aparente dissabor que surgiu.

Devemos lembrar sempre: todos os fins são começos! É hora de nos reinventarmos mais uma vez. Como diria o escritor gaúcho Caio Fernando Abreu, “e quando você menos espera a vida te vira do avesso, e você descobre que o avesso é o seu lado certo”.

#Reiki #CasaReikiMasterMarcieleBrum

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s